Lançando o jogo de Domingo: 1. o jogo d´o golo do Paíto, 2. o jogo da paratyaria na pequena àrea (do anu da tragvedia peseira) & 3. o jogo do 31

Liedson, Leão Indomável



1. Do jogo d´O golo do Paíto: para a taça, com os editores deste blogue na curva verdebranca, no galinheiro, para onde correu o Paíto a caminho do golo (fez uma curva à direita, cueca, golo), 3-2 aos 110min; dá-me a ideia que a curva verdebranca foi, aliás, responsável pela reacção... depois desse 110ºmin., estavam os glorificados a sair do galinheiro, estádio a ecoar a curva verdebranca, às tantas, está nisso, escândalo hugo-expulso-viana e tal, galinheiro dominado e ecoa-se "o simão é paneleiro, oh ooooh" e... foi o 3-3; enfim, depois, o responsável pelo melhor golo que me lembro de celebrar, com o az, falhou; perder de pé é perder, só que de pé.

2. Do jogo da paratyaria na pequena àrea: com o directo na costa-da-caparica, foi um jogo marcado por uma bola que havia de ter sido socada e que... foi desapitada, foi falta; um campeonato a menos no bucho (e um pouco menos de ânimo para o jogo que se seguiu), e menos um jejum para os glorificados; só prejuizo.

3. Do jogo do 31: foi o último, foi 3-1; foi com o Paulo timoneiro Bento; é do que se espera para o que se segue.